Portal para a Cooperação na Área Económica,Comercial e de Recursos Humanos entre a China e os Países de Língua Portuguesa

sdsInscreva-se gratuitamente

  Está aqui:Início > Informação Económica e Comercial > Informação sobre Investimento > China
Grupo CHEC pretende apoiar países africanos na construção de infra-estruturas
Data de publicação: 2017-09-06 00:00:00 [Grande  Pequeno]

【 China 】

O grupo China Harbour Engineering Company (CHEC) está empenhado em colocar mais recursos financeiros, tecnológicos e humanos nos projectos em que está envolvido em África, nomeadamente em Angola e em Moçambique, afirmou o presidente da empresa em declarações recentemente efectuadas em Windhoek, Namíbia.

Lin Yichong disse à agência noticiosa Xinhua disse que ao abrigo da cooperação sino-africana a empresa está envolvida em obras como a construção de um terminal de contentores em aterros a serem reclamados ao mar junto ao porto de Walvis Bay e do Projecto Nacional de Depósito de Combustíveis, igualmente na Namíbia.

O grupo CHEC está igualmente envolvido no desenvolvimento dos portos do Lobito, em Angola e no da Beira, em Moçambique e igualmente em projectos portuários em Abidjan (Costa do Marfim), Dar-es-salam (Tanzânia) e Kraba (Camarões).

Lin mencionou igualmente a construção, em Angola, de uma central térmica que será alimentada com resíduos, como um dos exemplos de projectos ambientais em que o grupo CHEC está envolvido.

Citando dados do Banco Africano de Desenvolvimento, Lin Yichong disse que o carácter incipiente das infra-estruturas em muitos países africanos gera uma contracção económica, que pode ser contabilizada em 2,0% do Produto Interno Bruto.

“Assim sendo, o desenvolvimento de infra-estruturas permitiria que os sectores produtivos dos países africanos tivessem um crescimento mais acelerado”, acrescentou.

O grupo CHEC está actualmente presente numa centena de países onde executa projectos avaliados em 29 mil milhões de dólares. (Macauhub)


Comentários
Conteúdo do comentário:
Código de verificação:
O comentário é exclusivamente pessoal não representa a opinião deste portal.

Conteúdo da mensagem